Setor: Energia

Cases / Programa de Educação Ambiental para CHESF na LT de Milagres

Programa de Educação Ambiental para CHESF na LT de Milagres

  • Ano de inicio: 2015
  • Status: Ativo
  • Tipo de empreendimento: Linha de Transmissão
  • Localização: Milagres/CE

Serviços:

  • Arqueologia
    • Execução de Programas Ambientais
      • Gestão Ambiental
        • Licenciamento, Estudos e Projetos Ambientais
          • Programa de Educação Ambiental

        Ecossis realiza para a CHESF – Companhia Hidro Elétrica de São Francisco, a Execução do Programa de Educação Ambiental e do Projeto Piloto de Prevenção, Monitoramento e Controle de Queimadas, nos municípios interceptados pela Linha de Transmissão -LT 230 kV Milagres/Coremas C2.

        O Programa de Educação Ambiental e o Projeto Piloto de Prevenção, Monitoramento e Controle de Queimadas que serão implantados na Linha de Transmissão se constitui como um componente estratégico no processo de gestão ambiental da CHESF, construído e executado através de metodologia participativa junto com as comunidades dos municípios que integram o empreendimento, atendendo aos princípios da sua Política Ambiental e incorporando os princípios contidos na Lei 9.795/1999 que estabeleceu a Política Nacional de Educação Ambiental – PNEA e a Instrução Normativa do IBAMA Nº 02/2012.

        O empreendimento LT 230 kV Milagres/Coremas C2 (119 km) está localizado nos estados do Ceará e da Paraíba e atravessa os 19 municípios, sendo no Ceará os municípios de Milagres, Mauriti, Barro, Abaiara e na Paraíba os municípios de Monte Horebe, Aguiar, Coremas, São José de Piranhas, Carrapateira, Pombal, Itaporanga, Serra Grande, Cajazeiras, Piancó, São José da Lagoa Tapada, Catingueira, São Somingos, Bonito de Santa Fé e Iguaracy.

        O Objetivo geral do Programa é desenvolver ações de Educação Ambiental com o envolvimento da população local, visando promover um processo de sensibilização e mobilização para sua participação na implantação, monitoramento e avaliação de projetos socioambientais, atuando na transformação do seu espaço de vida, por meio da gestão ambiental sustentável.

        Os objetivos específicos iniciaram pelo processo de identificar as comunidades envolvidas na área influência direta da Linha de Transmissão, traçar um perfil dos municípios e das comunidades envolvidas, considerando suas infra-estruturas, equipamentos sociais, formas de associação, lideranças, problemas socioeconômicos, habilidades e práticas culturais, de maneira a orientar as ações educativas para a realidade de cada uma delas.

        Posteriormente foi elaborado o diagnóstico socioambiental participativo de cada município conforme o perfil traçado levando em consideração os impactos no meio físico natural e social causados durante a implantação do empreendimento, alinhando as ações do Programa de Educação Ambiental às demais ações originadas das condicionantes do licenciamento ambiental do empreendimento, envolvendo os grupos sociais de maior vulnerabilidade da área de influência direta do empreendimento e trabalhar as questões socioambientais locais.

        O Plano de Trabalho considera as peculiaridades do meio físico/químico, biótico/ecológico, sociológico/cultural e econômico identificados dos municípios envolvidos no Programa.

        Educadores locais foram selecionados e capacitados para participar das ações do Programa de Educação Ambiental, elaborando projetos socioambientais de forma participativa com as comunidades, considerando as particularidades locais, desenvolvendo ações de educação ambiental junto aos trabalhadores envolvidos na operação do empreendimento.

        O objetivo do Projeto de Controle de Queimadas é através de ações de Educação Ambiental específicas, promover a redução das queimadas e desenvolver uma consciência de preservação e sustentabilidade nos seus espaços territoriais.

        Espera-se com a execução do Programa de Educação Ambiental a obtenção de diversos resultados, entre eles, criar uma consciência coletiva de respeito e envolvimento nas questões socioambientais, visando à sustentabilidade dos seus espaços, aproximar as comunidades da Área de Influência e os técnicos da CHESF, reduzir os desligamentos provocados por ações antrópicas, como queima, vandalismo e uso de pipas, dotar este empreendimento de sistemática contínua e estruturada de monitoramento socioambiental, envolvendo a Chesf e representações das comunidades.

        Entre em contato