Saiba Mais

Governo inicia privatização de Parques Nacionais no RS

0

Governo inicia privatização de Parques Nacionais no Estado do Rio Grande do Sul

O Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, iniciou em abril de 2019 a concessão à iniciativa privada de três unidades de conservação no Rio Grande do Sul: os parques nacionais de Aparados da Serra e Serra Geral e a Floresta Nacional de Canela. Somadas, essas áreas contam com 31 mil hectares e são administradas por apenas 11 servidores.

A medida foi comemorada por membros do governo que enxergam a privatização como fonte de emprego e renda. Ressaltaram ainda que, com a administração privada, haverá maior investimento nas estruturas dos parques fortalecendo o turismo dessas regiões.

Mesmo com a entrega de serviços à iniciativa privada, a gestão das unidades dos Parques Nacionais, criadas entre 1968 e 1992, continua sob a alçada do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), autarquia do Ministério do Meio Ambiente responsável pela gestão de áreas protegidas.

Diretora executiva da Rede Nacional Pró Unidades de Conservação, Angela Kuczach, teme que, diante do pequeno efetivo do instituto, a fiscalização não seja realizada com o devido rigor.

— A concessão de serviços em parques nacionais é bem-vinda, porque sabemos que o governo não tem capacidade, conhecimento e competência para lidar com alguns serviços. Mas as unidades de conservação correm risco se o ICMBio está enfraquecido. Falta investimento em pessoal — pondera.

(fonte oglobo.com)