Saiba Mais

RESPONSABILIDADE-SOCIOAMBIENTAL

Conheça a fauna oculta da Amazônia

0

A Fauna Oculta da Amazônia – Diversas espécies de plantas e animais brasileiros ainda permanecem “desconhecidas” até hoje, isso se deve ao fato de diversas áreas da Floresta Amazônica ainda serem completamente inexploradas. 

Desde 2014 diversos pesquisadores do Museu Paraense Emílio Goeldi têm se dedicado a explorar a fauna e flora oculta da Amazônia. 

Confira os dados obtidos pelo Museu de 2014 a 2018: 

fauna oculta 

Um dos colaboradores da pesquisa é o Pedro Peloso, biólogo e pesquisador do Museu Goeldi, um dos registros importantes que Peloso presenciou foi o do “sapo-morcego”. A espécie chamou atenção dos observadores pela habilidade especial de se comunicar por meio de cantos de alta frequência. O estilo agudo e potente do som fez os pesquisadores se lembrarem da vocalização de um morcego.

fauna oculta

fauna oculta

fauna oculta

 

Outra descoberta feita foi a da Myrmecium nogueirai, uma das 141 novas espécies de aracnídeos catalogadas entre 2014 e 2018. O diferencial dela está no visual: com aparência de formiga, a aranha utiliza da vantagem do disfarce para se passar como inofensiva e conseguir se aproximar de presas.


fauna oculta

 

Um outro grupo de pesquisadores do Museu, fez a descoberta de uma nova espécie de cobra coral, eles observaram ela para poder catalogar seus hábitos e características distintas.

 


 

De acordo com os pesquisadores envolvidos, o maior entrave que impede o conhecimento sobre a biodiversidade da Amazônia tem sido a falta de especialistas e de centros de pesquisas sobre fauna, flora e microrganismos. 

O trabalho de descrição de novas espécies realizado pelos pesquisadores é muito importante, pois entender e diferenciar as espécies é à base de todo o conhecimento que se pode acumular, na prática, além do incremento no conhecimento, esses dados sobre diversidade são importantes para medidas de conservação de grupos e ambientes. 

Saiba mais sobre a Ecossis.

Fonte: g1.globo.com 

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *