Saiba Mais

CODESP – COMPANHIA DOCAS DO ESTADO DE SÃO PAULO

Setores: Infraestrutura e Saneamento

A Companhia Docas do Estado de São Paulo – CODESP é uma sociedade de economia mista, vinculada à Secretaria de Portos da Presidência da República.

O marco oficial da inauguração do Porto de Santos é 2 de fevereiro de 1892, quando a então Companhia Docas de Santos – CDS, entregou à navegação mundial os primeiros 260 m de cais, na área, até hoje denominada, do Valongo.

Com a inauguração, iniciou-se, também, uma nova fase para a vida da cidade, pois os velhos trapiches e pontes fincados em terrenos lodosos, foram sendo substituídos por aterros e muralhas de pedra.

  • Em 12 de julho de 1888, pelo Decreto nº 9.979, após concorrência pública, o grupo liderado por Cândido Gaffrée e Eduardo Guinle foi autorizado a construir e explorar, por 39 anos, depois ampliado para 90 anos, o Porto de Santos.
  • Inaugurado em 1892, o porto não parou de se expandir, atravessando todos os ciclos de crescimento econômico do país, aparecimento e desaparecimento de tipos de carga, até chegar ao período atual de amplo uso dos contêineres.
  • Em 1980, com o término do período legal de concessão da exploração do porto pela Companhia Docas de Santos, o Governo Federal criou a Companhia Docas do Estado de S. Paulo-Codesp, empresa de economia mista, de capital majoritário da União.
  • Em 2013, o Porto de Santos superou a marca dos 114 milhões de toneladas movimentadas, antecipando em um ano a projeção base para 2014 que era a movimentação de 112,6 milhões de toneladas.

(Fonte http://www.portodesantos.com.br)

 

 A Ecossis realiza o estudo de Arqueologia Preventiva nas obras de reestruturação do Porto de Santos a fim de garantir a integridade  do patrimônio cultural da nossa nação. O trabalho tem como objetivo seguir os preceitos estabelecidos pelo Iphan, atestando qualidade e responsabilidade pelos estudos arqueológicos.

Dentre as condicionantes exigidas no licenciamento ambiental do Porto de Santos, esta o  acompanhamento de obras, que visa garantir a validade da licença de instalação durante o período de execução das obras de ampliação.

Open chat