Dia: 17 de julho de 2018

CEMIG – COMPANHIA ENERGÉTICA DE MINAS GERAIS

Setores: Energia

O Grupo Cemig detém participação em 120 usinas, sendo, 86 hidrelétricas, 1 térmica, 32 parques eólicos e 1 fotovoltaica com capacidade instalada de 8.264 GW, sendo um dos mais sólidos e importantes grupos do segmento de energia elétrica do Brasil, possui participações em mais de 200 sociedades e consórcios.

Após a instituição da obrigatoriedade do Licenciamento Ambiental para a implantação de empreendimentos com potencial impacto, todas as usinas da Cemig – Companhia Energética de Minas Gerais, seus Consórcios e suas Sociedades de Propósito Específico – SPEs estão sujeitas à regularização ambiental.

O Consório CEMIG-CEB é o responsável pela gestão e operação da Usina Hidrelétrica Queimado em Goiás e Distrito Federal.

A Ecossis desenvolveu para a UHE Queimado a Elaboração de Termo de Referência, contendo o planejamento e o projeto executivo do Programa de Áreas Degradadas e Programa de Gestão de Processos Erosivos em atendimento às condicionantes da Renovação da Licença de Operação.

Principais Cases

Saiba Mais

ECOSUL

Setores: Infraestrutura e Saneamento

A Ecosul – Empresa Concessionária de Rodovias do Sul S.A., criada em 19 de janeiro de 1998, faz parte do Grupo EcoRodovias – que é uma companhia de infraestrutura logística integrada, que opera ativos de logística intermodal, concessões rodoviárias e serviços correlatos, de forma sustentável e socialmente responsável. A ECOSUL é uma empresa que está certificada em normas Internacionais de Qualidade, Meio Ambiente e Saúde e Segurança Ocupacional, através das certificações ISO 9001:2008, ISO 14001:2004 E OHSAS 18001:2007, o que credencia a empresa nestes sistemas de gestão.

A Ecosul administra o Polo Rodoviário de Pelotas, que possui mais de 450 quilômetros de extensão e é composto pelas rodovias BR 116 – entre Camaquã, Pelotas e Jaguarão, um total de 260,5 quilômetros – e BR 392 – trecho de 196, 8 quilômetros, que corta as cidades de Rio Grande, Pelotas e Santana da Boa Vista.

Fonte: (http://www.ecorodovias.com.br)

Saiba Mais

COPEL – COMPANHIA PARANAENSE DE ENERGIA

Setores: Energia

Companhia Paranaense de Energia

A Companhia Paranaense de Energia – Copel foi criada em outubro de 1954, é a maior empresa do Paraná e atua com tecnologia de ponta nas áreas de geração, transmissão e distribuição de energia, além de telecomunicações.

A Companhia opera um abrangente e eficaz sistema de energia elétrico com parque gerador próprio de usinas, linhas de transmissão, subestações, linhas e redes elétricas do sistema de distribuição e um moderno e poderoso sistema óptico de telecomunicações que integra todas as cidades do Estado. Efetua em média, mais de 70 mil novas ligações de energia a cada ano, atendendo praticamente 100% dos domicílios nas áreas urbanas e passa de 90% nas regiões rurais.

(Fonte: http://www.copel.com)

A Ecossis tem na Copel um de seus principais parceiros comercias do segmento de energia renovável da esfera pública, tendo desenvolvido diversos projetos das mais diversas complexidade e magnitude.

Depoimento:

Principais Cases

Saiba Mais

GRUPO CEEE

Setores: Energia

O Grupo CEEE atua no setor energético nos segmentos de geração, transmissão, distribuição e comercialização de energia elétrica, além de serviços correlatos. Está presente em todo o Estado do Rio Grande do Sul, onde possui suas operações, gerenciando seus negócios diretamente ou através da participação em outras sociedades de capital intensivo e tecnologia de ponta.

Com mais de 4,4 mil funcionários, o conglomerado situa-se, dentre as demais empresas, como o 117º maior do Brasil, o 17º maior da região sul e o 6º maior do Rio Grande do Sul, apresentando a 8ª maior receita bruta do Estado e o 10° maior ativo da região sul do Brasil.

O Grupo produz cerca de 18 % da energia hidrelétrica gerada no RS, possui mais de 6 mil km em linhas de transmissão de energia no Estado e distribui energia elétrica para um terço do mercado gaúcho através de 72.138 km de redes urbanas e rurais, localizadas em 72 municípios, fornecendo eletricidade para cerca de 4 milhões de pessoas. Atua, também, em programas de combate ao desperdício de energia e eletrificação rural, além de diversos projetos sociais, culturais e ambientais.

(Fonte: http://www.ceee.com.br/)

A Ecossis desenvolveu para a CEEE o Monitoramento da qualidade das águas superficiais e dos efluentes nos reservatórios das Usinas Hidrelétricas do Estado do Rio Grande do Sul.

Principais Cases

Saiba Mais

CHESF

Setores: Energia

A Companhia Hidro Elétrica do São Francisco – CHESF, empresa de economia mista, foi criada pelo Decreto nº 8031, de 03/01/45 e constituída em 15/03/48, controlada pelas Centrais Elétricas Brasileiras – ELETROBRÁS, com a missão de produzir, transmitir e comercializar energia elétrica, contribuindo para o desenvolvimento socioeconômico da Região Nordeste do Brasil.

O sistema de geração da CHESF é hidrotérmico, com sensível predominância hidráulica responsável por percentual próximo a 97% da produção total. Este parque gerador tem 10.615 MW de potência instalada, sendo composto por 14 usinas hidrelétricas, supridas por nove reservatórios com capacidade de armazenamento máximo de 56,8 bilhões de metros cúbicos de água, e uma usina térmica bicombustível. O sistema de transmissão é composto por 19.706 km de linhas de transmissão em operação e 116 subestações. Embora tenha na Região Nordeste a maior parcela de seu mercado, a CHESF já comercializa energia nas diversas regiões do país.

Das 14 Hidrelétricas, 9 estão no Rio São Francisco, 2 no Rio Contas (BA), 1 no Rio Parnaíba(PI), 1 nos Rios Piancó e Aguiar (PB), 1 no Rio Acaraú (CE).

Desde a criação do novo modelo do Setor Elétrico, a Companhia vem desenvolvendo ações no âmbito empresarial, para participação nos empreendimentos que são leiloados pela ANEEL, constituindo Sociedades de Propósito Específico – SPE, para implantação e operação de usinas hidrelétricas, eólicas, e linhas de transmissão e subestações.

(Fonte: http://www.chesf.gov.br/)

A Ecossis auxilia a CHESF na implantação de medidas mitigadoras ou compensatórias ao cumprimento de condicionantes às licenças ambientais para implantação de seus empreendimentos. Atualmente encontra-se em fase de execução o Programa de Educação Ambiental e Subprograma de Prevenção, Monitoramento e Controle de Queimadas para as Linhas de Tansmissão Penedo e Milagres.

Principais Cases

Saiba Mais

CGTEE

Setores: Energia

A Companhia de Geração Térmica de Energia Elétrica – Eletrobras CGTEE foi constituída em julho de 1997. Em novembro de 1998, seu controle acionário foi transferido para a União. Posteriormente, em 31 de julho de 2000, a Eletrobras CGTEE tornou-se uma empresa do Sistema Eletrobras.

As usinas termelétricas da Eletrobras CGTEE passam por contínuos processos de manutenção e revisão, visando melhor continuidade operacional e aumento da produção de energia elétrica.

Em 2009, assinou contrato com as empresas Alstom Power Systems S/A – France e com a Alstom Brasil Energia e Transportes Ltda. para recuperação das caldeiras da Fase B da Usina Termelétrica de Candiota. A Alstom é a fabricante da Fase B, inaugurada no ano de 1986.

(Fonte: http://cgtee.gov.br/)

A Ecossis desenvolveu para a CGTEE o Monitoramento dos recursos hídricos, superficiais, do Arroio Candiota e Sanga Funda na Usina Termelétrica Presidente Médici, Candiota, RS.

Principais Cases

Saiba Mais

ELETRONUCLEAR

Setores: Energia

A Eletrobras Eletronuclear foi criada em 1997 com a finalidade de operar e construir usinas termonucleares no Brasil. Subsidiária da Eletrobras, é uma empresa de economia mista e responde pela geração de aproximadamente 3% da energia elétrica consumida no Brasil.

Pelo sistema elétrico interligado, essa energia chega aos principais centros consumidores do país e corresponde, por exemplo, a mais de 30% da eletricidade consumida no Estado do Rio de Janeiro, proporção que se ampliará consideravelmente quando Angra 3, terceira usina da Central Nuclear Almirante Álvaro Alberto – CNAAA estiver concluída.

A Central, situada no município de Angra dos Reis, foi assim denominada em justa homenagem ao pesquisador pioneiro da tecnologia nuclear no Brasil e principal articulador de uma política nacional para o setor. Embora a construção da primeira usina tenha sido sua inspiração, o Almirante, nascido em 1889, não chegou a ver Angra 1 gerando energia, pois faleceu em 1976. Mas sua obra persiste na competência e capacitação dos técnicos que fazem o Brasil ter hoje usinas nucleares classificadas entre as mais eficientes do planeta.

Atualmente estão em operação as usinas Angra 1, com capacidade para geração de 640 megawatts elétricos, e Angra 2, de 1350 megawatts elétricos. Angra 3, que será praticamente uma réplica de Angra 2 (incorporando os avanços tecnológicos ocorridos desde a construção desta usina), está prevista para gerar 1405 megawatts elétricos.

A Ecossis auxiliou, no licenciamento ambiental, a Eletronuclear com o cumprimento de suas condicionantes da Licença de Operação – LO, sendo responsável pela implementação e execução do Programa de Educação Ambiental – PEA e Programa de Educação Ambiental para Trabalhadores – PEAT.

(Fonte: http://www.eletrobras.gov.br)

Principais Cases

Saiba Mais

ELETROSUL CENTRAIS ELÉTRICAS

Setores: Energia

A Eletrosul é uma empresa pública controlada pela Eletrobras e vinculada ao Ministério de Minas e Energia. Criada em 1968 e autorizada a funcionar pelo Decreto nº. 64.395, é uma sociedade de economia mista de capital fechado. Atua nas áreas de geração, transmissão, comercialização de energia, e ainda em telecomunicações.

Além disso, investe fortemente em pesquisa e desenvolvimento para fomentar o uso de fontes alternativas de energia e diversificar a matriz energética brasileira.

Com sede em Florianópolis, capital de Santa Catarina, a empresa possui empreendimentos nos três estados da Região Sul, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará e Rondônia.

(Fonte: http://www.eletrosul.gov.br/)

Principais Cases

Saiba Mais

ELETRONORTE – Centrais Elétricas do Norte do Brasil

Setores: Energia

A Eletronorte é uma  concessionária de serviço público de energia elétrica. Criada em 20 de junho  de 1973, com sede no Distrito Federal, gera e fornece energia elétrica aos nove estados da Amazônia Legal – Acre, Amapá,  Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins. Por meio do Sistema Interligado Nacional – SIN, também fornece energia a compradores das demais regiões do País.

Dos 25.478.352 milhões de habitantes que vivem na Região Amazônica, segundo Censo 2010 do IBGE, mais de 15 milhões se beneficiam da energia elétrica gerada pela Eletrobras Eletronorte em suas quatro hidrelétricas – Tucuruí (PA), a maior usina genuinamente brasileira e a quarta do mundo, Coaracy Nunes (AP), Samuel (RO) e Curuá-Una (PA) – e em parques termelétricos. A potência total instalada é de 9.294,33 megawatts e os sistemas de transmissão contam com mais de 9.888,02 quilômetros de linhas.

Fonte: http://www.eln.gov.br

A Ecossis realizou para a Eletronorte o Plano de Manejo – Pacuera, da Estação Ecológica Estadual de Samuel em RO (ESEC Samuel).

Principais Cases

Saiba Mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE GUAÍBA

Setores: Órgão Público

Berço da Revolução Farroupilha, Guaíba está a 30km da Capital, Porto Alegre. Fica à margem direita do lago Guaíba, e apresenta condições de logística favoráveis para empreendimentos que visam atender ao Mercosul com produtos e serviços de qualidade internacional. Em Guaíba encontram-se empresas de grande importância para a economia nacional.

A cidade foi palco de grandes momentos da história rio-grandense, como confrontos entre índios e colonizadores, além de ter sido ponto de partida para a tomada de Porto Alegre, no dia 20 de setembro de 1835.

O desejo de emancipação expressou o sentimento de autossuficiência econômica e política. Guaíba foi criada pelo Decreto 3.697, de 14 de outubro de 1926, do então presidente do Estado Borges de Medeiros.

Guaíba é conhecida pela sua beleza natural e dispõe de uma orla, localizada no centro da cidade, com um trecho de Mata Atlântica, coisa que poucos ambientes urbanos tem. Por isso, nossa cidade é o lugar ideal para quem busca um local tranquilo e próximo a capital do Estado, em que se possa aproveitar a natureza. Guaíba também é bastante reconhecida como espaço histórico, o Berço da Revolução Farroupilha dispõe de prédios e espaços históricos para visitação. Casa de Gomes Jardim – Construída em fins do século XVIII, era sede da Estância de Gomes Jardim no período da Revolução Farroupilha.

A Ecossis prestou serviços de assessoria técnica ambiental a Prefeitura Municipal de Guaíba entre os anos de 2011 e 2012.

Saiba Mais
Open chat