Categoria: Responsabilidade Socioambiental

RESPONSABILIDADE-SOCIOAMBIENTAL

Ecossis apoia Monitoramento Mirim

A Ecossis participou da ação realizada na praia de Garopaba no sábado de Carnaval (2018)

O Monitoramento Mirim Costeiro – MMC desenvolve desde 2012 no município de Garopaba-SC, um projeto pioneiro de Educação Socioambiental que tem como objetivo transformar crianças em “Guardiãs dos Oceanos”.

As crianças se tornam pesquisadoras e monitoras mirins do litoral onde vivem, conhecendo sobre as características desse ecossistema, sobre a cultura local e as atividades socioeconômicas exercidas em sua comunidade.

Saiba Mais
RESPONSABILIDADE-SOCIOAMBIENTAL

Ecossis realiza campanha de adoção de animais no aeroporto de Salvador

A Ecossis Soluções Ambientais executa o Plano de Manejo de Fauna, para a Infraero, no aeroporto Internacional de Salvador.

Além do objetivo principal do projeto, que é a diminuição de acidentes entre aeronaves e a fauna do local, é realizado um trabalho de recuperação e adoção de animais resgatados.

No início do mês de março foi realizada uma feira de Adoção e Guarda responsável, composta de cães e gatos encontrados na área operacional, possibilitando um final feliz a estes animais.

O trabalho vem sendo reconhecido pela comunidade aeroportuária e pela comunidade do entorno.

www.ecossis.com

Saiba Mais
RESPONSABILIDADE-SOCIOAMBIENTAL

Ecossis e Infraero de Salvador realizarão a II Feirinha de Adoção de Animais.

Infraero e Ecossis realizam neste começo de Junho a II Feirinha de Adoção de Animais Domésticos.

A Feira de adoção é promovida pela Equipe técnica da Ecossis que desenvolve o Plano de Manejo de Fauna no Aeroporto de Salvador, em parceria com a Infreaero local.

As doações dos animais resgatados no projeto serão nos dias 05 e 09 de junho/2017 e acontecerá no Terminal de Passageiros do Aeroporto.

Estão para a adoção, 12 animais, entre cães e gatos, todos tratados e aptos para ganhar um novo lar.

Saiba Mais
RESPONSABILIDADE-SOCIOAMBIENTAL

Ecossis apoia Seminário Cidade Bem Tratada em POA

Em junho será realizado em Porto Alegre a 6° edição do Seminário Cidade Bem Tratada, Saneamento Básico e Energias alternativas. O Seminário será realizado nos dias 19 e 20 de junho e conta com a participação de diversas empresas públicas e privadas e profissionais de renome.

A temática deste ano será a Gestão Sustentável de Resíduos Sólidos, assim como outros três temas, Drenagem, Aproveitamento e Tratamento de Efluentes e Geração de Energias Alternativas.

O formato do Seminário será o mesmo das edições anteriores, com palestras, debates, painéis e apresentação de cases de sucesso.

Todos estão convidados a participar e as inscrições são gratuitas através do site www.cidadebemtratada.com.br. As vagas são limitadas.

divulgacao cidade bem tratada

 

 

Saiba Mais
RESPONSABILIDADE-SOCIOAMBIENTAL

Ecossis realiza entrega da Campanha do Agasalho

Ecossis realiza a entrega das doações recebidas na Campanha do Agasalho de 2017.

A Campanha do Agasalho deste ano foi mais um sucesso. Ação integrante do Programa de RSE – Responsabilidade Socioambiental da Empresa, que faz parte do calendário de ações anual, já esta na sua 6° edição.

Diversas pessoas, colaboradores, empresas parceiras e amigos da Ecossis e do RSE, doaram roupas e agasalhos para serem doados há duas instituições, uma em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul e outra em Curitiba, no Paraná.

Em Porto Alegre a instituição beneficiada foi o Clube de Mães Margarida Alves e em Curitiba foi o Instituto Paranaense de Cegos.

14   10  4

 

 

 

 

Se você também que fazer doações e saber mais sobre o trabalho do Instituto Paranaense de cegos, acesse http://www.novoipc.org.br/

 

Saiba Mais
RESPONSABILIDADE-SOCIOAMBIENTAL

Esclarecimento e divulgação dos bens culturais acautelados

Durante as atividades de campo da equipe da Ecossis Soluções Ambientais, para ser realizada a Avaliação dos Impactos ao Patrimônio Arqueológico da CGH Barra do Leão (autorizado pela Portaria IPHAN no. 01508.000908/2016-41), arqueólogos estarão entregando folhetos ilustrativos contendo informações sobre o patrimônio cultural na Escola de Ensino Fundamental Vanderlei das Neves, no Colégio Estadual Ludovica Safraider, bem como, na Secretaria de Educação, Cultura e Esportes do Rio Bonito do Iguaçu/PR para serem entregues ao público, entre os dias 15 a 20 de janeiro de 2018.

O objetivo desses folhetos é de informar a população da necessidade de serem realizados estudos arqueológicos em obras que modificam o meio ambiente e demonstrar o potencial arqueológico da região.

As ações de esclarecimento e divulgação dos bens acautelados faz parte do projeto provado pelo IPHAN, em consonância com a Instrução Normativa no 1/2015 e Portaria IPHAN no 908/2016.

Nosso Patrimônio!

Segundo a Constituição de 1988, em seu artigo 216, parágrafo 5o, os bens materiais e imateriais sob a proteção do Poder Público (obras, monumentos, documentos, locais de valor artístico e histórico e paisagens naturais), constituem “Patrimônio Cultural Brasileiro”:

Art. 216 – Constitui patrimônio cultural brasileiro os bens de natureza material e imaterial, tombados individualmente ou em conjunto, portadores de referência a identidade, à ação, à memória dos diferentes grupos formadores da sociedade brasileira nos quais se incluem:

(…) Parágrafo V – os conjuntos urbanos e sítios de valor histórico, paisagístico, artístico, arqueológico, paleontológico, ecológico e científico.

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN, é o órgão que fiscaliza e protege os sítios arqueológicos, conforme a Lei no 3.924/61. Contudo, é nosso dever como cidadão proteger e conservar o Patrimônio Cultural Brasileiro, para toda a humanidade e para as gerações futuras, localizados dentro de seu município ou região, considerados patrimônio mundial de toda população do planeta.

Para tanto, o município de Rio Bonito do Iguaçu possui, como Patrimônio Arqueológico, dois sítios arqueológicos registrados no CNSA/IPHAN pela arqueóloga doutora Parellada, em 2001, durante os trabalhos realizados em parceria entre Secretaria de Estado da Cultura do Paraná, IPHAN e Copel.

Como bens cultuais, ou seja, locais, monumentos ou elementos que representam a historia e cultura local, Rio Bonito do Iguaçu não possui nenhum bem cadastrado no Conselho do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado do Paraná. Contudo, a Prefeitura elenca alguns bens em decorrência da sua relevância histórica, tais como: o magnífico Patrimônio Natural constituído de grandes quedas d´águas e cachoeiras, bem como, o Patrimônio Cultural, sendo a caminhada religiosa, a visita a Santa no balneário do alagado, suas festas e culinária.

Canyon do antigo leito do Rio Bonito do Iguaçu: com cachoeiras e quedas d’água, além da represa da Usina de Salto Santiago.

canyons

Canyon. Fonte: site da Prefeitura de Rio Bonito do Iguaçu, 2017.

Reserva Florestal: constituída por 4.300 hectares de floresta nativa além da antiga Vila dos Trabalhadores – local onde os trabalhadores da usina moraram durante sua instalação.

Flora - Reserva Florestal

Flora – Reserva Florestal. Fonte: site da Prefeitura de Rio Bonito do Iguaçu, 2017.

Caso você encontre material arqueológico na sua região, favor contatar a Superintendência do Iphan no Paraná (Telefone: (41) 3264-7971 / e-mail: [email protected]), para que profissionais possam estuda-los adequadamente.

Lembre-se:

  • Proteja a área para que ninguém destrua o sítio;
  • Nunca tire o material do local;
  • Comunique o IPHAN, se possível mostrando sua localização e foto.

VOCÊ É O GUARDIÃO DA NOSSA CULTURA!

Saiba Mais
RESPONSABILIDADE-SOCIOAMBIENTAL

Esclarecimento e divulgação dos bens culturais acautelados

A equipe de arqueologia da Ecossis Soluções Ambientais esteve em Rio Bonito do Iguaçu para prospectar a área onde será executada a CGH Barra do Leão, avaliando os Impactos ao Patrimônio Arqueológico da CGH Barra do Leão (autorizado pela Portaria IPHAN no. 01508.000908/2016-41).

Além da vistoria e abertura de sondagens no local onde será realizado o empreendimento, a equipe conversou com funcionários da Secretaria de Educação, Cultura e Esportes, com os proprietários das terras atingidas pelo mesmo,  proprietários do Assentamento Ireno Alves, moradores da cidade e comércio da região, entregando folhetos que informavam à população a necessidade de serem realizados estudos arqueológicos em obras que modificam o meio ambiente, relembrando o rico patrimônio natural e cultural local.

A hospitalidade e gentileza de todos surpreendeu a equipe, deixando boas recordações.

 

A Ecossis agradece a acolhida!

Saiba Mais
RESPONSABILIDADE-SOCIOAMBIENTAL

Campanha do Agasalho

Em todo Mês de Maio, a Ecossis realiza a Campanha do Agasalho, visando receber doações de roupas, calçados e cobertores, dos seus colaboradores, clientes e amigos, para serem doados a Instituições Sociais.

Este ano estaremos prorrogando a campanha até o dia 15/06 para arrecadar um número ainda maior de peças para serem doadas.

Participe, Doe Calor!!!

Saiba Mais
RESPONSABILIDADE-SOCIOAMBIENTAL

Ecossis participou de Semana Acadêmica da FACESI

A Ecossis participou de Semana Acadêmica – “Ambiente de Conhecimento e Formação a Serviço da Comunidade” da Faculdade FACESI.

Na última quinta-feira (08/11/2018), o Diretor Executivo e Biólogo, Gustavo Leite, foi convidado para apresentar a palestra Empreendedorismo Ambiental com Foco em Direito Ambiental, na Faculdade FACESI. A palestra foi uma das atividades que ocorreu durante a Semana Acadêmica da FACESI, em comemoração a seu primeiro ano de funcionamento, além de palestras, diversas atividades foram realizadas, como, a apresentação de trabalhos na Mostra de Iniciação Científica e atividades de entretenimento. O evento foi aberto a  toda comunidade da  Cidade de Viamão no RS.

Saiba Mais
RESPONSABILIDADE-SOCIOAMBIENTAL

Instituto Ecossis e Programa Monitoramento Mirim Costeiro

O Instituto Ecossis, representado pela Oceanógrafa Caroline Cretella, participou no dia 11 de novembro da saída de campo do Programa Monitoramento Mirim Costeiro, realizada com a Escola Municipal do Macacú, localizada na cidade de Garopaba.

A atividade ocorreu na praia do Siriú, com 25 alunos da 5° série, das 08:30 as 11:30, com direito a muita Educação Ambiental, noções básicas de ventos, correntes, qualidade da água e a problemática do lixo marinho. 

O Programa Monitoramento Mirim Costeiro – MMC, é um projeto pioneiro no Brasil, de educação para a conscientização da preservação da zona costeira e valorização da cultura tradicional.

Este projeto desenvolve ações com crianças, por meio de atividades práticas e lúdicas na beira da praia e no ambiente escolar, onde elas aprendem os problemas socioambientais atuais dentro do contexto em que vivem, permitindo o desenvolvimento de uma reflexão crítica e científica sobre seu meio.

Saiba mais sobre este lindo projeto que o Insituto Ecossis apoia através do link abaixo e seja também um apoiador do Programa Monitoramento Mirim Costeiro.

www.monitoramentomirimcosteiro.com.br


Saiba mais sobre o Instituto

O Instituto Ecossis é uma instituição sem fins lucrativos criada com a missão de organizar, planejar e desenvolver as ações de Responsabilidade Socioambiental –  RSE da empresa Ecossis Soluções Ambientais, as quais são relacionados aos temas de Meio Ambiente, Cultura e Esportes, Cidadania e Colaboradores.

Saiba Mais
Open chat