Dia: 28 de fevereiro de 2019

projetos ecossis

Achado arqueológico é encontrado em Minas Gerais

0

A equipe de arqueologia da Ecossis Soluções Ambientais, coordenada pela arqueóloga Carla Pequini, composta pelo arqueólogo coordenador de campo Gilmar Pinheiro Henriques Jr. e o arqueólogo Diogo Quirino da Silva foi contratada por FURNAS Centrais Elétricas S. A. e está desenvolvendo na Faixa de Depleção do Reservatório da UHE FURNAS/MG, os estudos vinculados ao projeto Diagnóstico Arqueológico Interventivo.

O diagnóstico arqueológico permeia 34 municípios do estado de Minas Gerais, tendo seu término previsto para 2020. Até o presente momento foram percorridos os municípios de Alfenas, Alterosa, Areado, Boa Esperança, Campos Gerais, Elói Mendes, Fama, Ilicínea, Três Pontas e Varginha ao qual acarretaram na identificação ou confirmação de 9 sítios arqueológicos e três ocorrências arqueológicas.

Dentre os sítios com maior extensão, diversidade e integridade de material, podem ser destacados:

  • Sítio Arqueológico Multicomponencial Fazenda Rocha

Localizado no município de Alterosa/MG, apresentou concentrações de material lítico (contendo pontas de flechas, lascas unipolares e fragmentos de refugo de lascamento, fragmentos térmicos que atestam fogueiras de longa duração) e material cerâmico de Tradição Sapucaí com decoração escovada, apliques e bordas.

vista geral sitio fazenda rocha

Vista geral sitio Fazenda Rocha

       

      

  • Sítio Arqueológico Multicomponencial Invernada

Localizado no município de Areado, este sítio lítico possui projéteis e lascas de quartzo (leitoso, translúcido, hialino, silicificado), batedores, chert preto, sílex e calcedônia, associados a fragmentos de cerâmica e material histórico como cravos e pregos de ferrovia e louça de uso doméstico. Durante o campo foram identificadas diversas concentrações de material lítico e cerâmico, culminando em artefatos coletados.

Vista geral sítio Invernada

    

  • Sítio Arqueológico Pré-Colonial Muzambo

Localizado no município de Alterosa/MG, possui concentrações de material lítico e cerâmico em uma área de 449.300m². Durante o caminhamento foram identificados 41 pontos com concentrações de material lítico e cerâmico, dispersos em superfície. Contudo nenhum material foi coletado com o intuito de manter a integridade do sítio arqueológico.

 

vista geral sitio Pré-colonial Muzambo

Vista geral sitio Pré-colonial Muzambo

Todo o material que foi coletado nesta primeira fase está sendo devidamente curado e a previsão para a entrega ao Museu Arqueológico do Carste do Alto São Francisco (MAC) – localizado no município de Pains em Minas Gerais, está planejada para ocorrer em Março de 2019.

Saiba mais sobre este projeto em desenvolvimento pela equipe da Ecossis no link: https://ecossis.com/projects/servicos-de-arqueologia-para-uhe-de-furnas

 

Saiba Mais