Autor: Tamiris Carvalho

projetos ecossis

LDAT – Marechal Cândido Rondon

Divulgação dos bens culturais acautelados 

Durante as atividades de campo para a realização da Avaliação de Impacto ao Patrimônio Arqueológico da LDAT 138 Vila Gaúcha (autorizado pela Portaria IPHAN no. 01508.000466/2018-02) a equipe de arqueólogos da Ecossis Soluções Ambientais visitaram diversas localidades importantes da municipio de Marechal Rondon, como o Museu Histórico Padre José Gaertner, a Casa do Artesão e a Secretaria de Educação da Prefeitura do Município, entregando folhetos ilustrativos contendo informações sobre o patrimônio cultural de Marechal Cândido Rondon. 

Conversa com a senhora Kelly Cristina Theobald, assessora pedagógica da Secretaria de Educação da Prefeitura do Município de Marechal Cândido Rondon.

Conversa com a funcionária do Museu Histórico Padre José Gaertner, senhora Paula Daiane Pancera.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Conversa com a voluntária e artesã, senhora Lívia Seluh, da Casa do Artesão de Marechal Cândido Rondon.

O objetivo dessa divulgação é de informar a população da necessidade de serem realizados estudos arqueológicos em obras que modificam o meio ambiente e demonstrar o potencial arqueológico da região. 

Durante os estudos arqueológicos foram identificados dois sítios arqueológicos: Sítio Arqueológico Îagûaruna Rokype e o Sítio Arqueológico Manikópe, ambos com material lítico (ou seja, instrumentos feitos de “pedra”) e, quatro Ocorrências Arqueológicas Isoladas também de material lítico. 

As ações de esclarecimento e divulgação dos bens acautelados fazem parte do projeto aprovado pelo IPHAN, em consonância com a Instrução Normativa no 1/2015 e Portaria IPHAN no 908/2016.

Nosso Patrimônio!

Segundo a Constituição de 1988, em seu artigo 216, parágrafo 5o, os bens materiais e imateriais sob a proteção do Poder Público (obras, monumentos, documentos, locais de valor artístico e histórico e paisagens naturais), constituem “Patrimônio Cultural Brasileiro”:

Art. 216 – Constitui patrimônio cultural brasileiro os bens de natureza material e imaterial, tombadosindividualmenteouemconjunto,portadoresdereferênciaaidentidade,àação,à memória dos diferentes grupos formadores da sociedade brasileira nos quais seincluem:

(…) Parágrafo V – os conjuntos urbanos e sítios de valor histórico, paisagístico, artístico, arqueológico, paleontológico, ecológico e científico.

OInstitutodoPatrimônioHistóricoeArtísticoNacionalIPHAN,éoórgãoquefiscaliza e protege os sítios arqueológicos, conforme a Lei no 3.924/61. Contudo, é nosso dever como cidadão proteger e conservar o Patrimônio Cultural Brasileiro, para toda a humanidadeeparaasgeraçõesfuturas,localizadosdentrodeseumunicípioouregião, considerados patrimônio mundial de toda população doplaneta.

Caso você encontre material arqueológico na sua região, favor contatar a Superintendência do Iphan no Paraná através do Telefone: (11) (41) 3264-7971 ou pelo e-mail: iphan[email protected]), para que profissionais possam estuda-los adequadamente. 

Saiba Mais
oportunidades ecossis

Técnico Ambiental [Cód.Vaga 003.20]

Técnico Ambiental

Oportunidade para profissional formado como Técnico em Meio Ambiente ou Hidrologia ou Química para atuação em projetos no Brasil inteiro, em especial na Região Metropolitana de São Paulo. Possuir experiência em atividades de campo, principalmente relacionadas à medição de vazão em rios e reservatórios de pequeno e grande porte, coleta de água, sedimento, resíduos sólidos e efluentes, conforme as principais normas e técnicas (CETESB e ABNT). É necessário ter capacidade para operar equipamentos de medição de vazão e Sonda Multiparâmetro.

Requisitos:

  • Experiência em atividades de campo;
  • Possuir disponibilidade para viagens;
  • Carteira de Habilitação (CNH B);
  • Arrais Amador
  • Habilidade para manejar embarcações de pequeno a médio porte.


A Ecossis Soluções Ambientais é uma empresa que oferece serviços de assessoria e consultoria ambiental para os mais diversos setores da economia no Brasil e exterior. Fornecemos soluções economicamente viáveis, socialmente justas e com base na legislação, para que nossos clientes alcancem o desenvolvimento sustentável.

Contamos com uma equipe técnica e operacional interdisciplinar formada por profissionais como advogados; arqueólogos; biólogos; economistas; engenheiros agrônomos, ambientais, civis, químicos e cartográficos; consultores da área de humanas, geógrafos, geólogos, jornalistas, oceanógrafos e técnicos em meio ambiente.

Somos conhecidos por possuir um excelente clima organizacional, acesso à projetos em diversas regiões do Brasil e janelas de aprendizado bastante gratificante.

Venha fazer parte de nosso time!

Para mais oportunidades ou para acompanhar as novidades, siga-nos em nossas redes sociais, lá as postagens de novas vagas são feitas em primeira mão.

Maiores informações sobre a vaga enviar e-mail para [email protected]br, colocando no assunto o título da vaga: Técnico Ambiental [003.20], ou contatar via whatsapp no telefone: (51) 99970-5728.

Saiba Mais
projetos ecossis

Atividades de campo LDAT Mandaguari – Sarandi

LDAT – Mandaguari – Sarandi: Divulgação dos bens culturais acautelados

Durante as atividades de campo para a realização da Avaliação de Impacto ao Patrimônio Arqueológico da LDAT Mandaguari – Sarandi (autorizado pela Portaria IPHAN nº. 01508.000564/2017-51) a equipe de arqueólogos da Ecossis Soluções Ambientais visitou o a Secretaria de Educação da Prefeitura do Município de Marialva, conversando com a sra. Jaqueline Nahas e entregando folhetos ilustrativos contendo informações sobre o patrimônio cultural.
Ainda serão visitadas as Secretaria de Educação da Prefeitura do Município de Sarandi, a Secretaria de Educação da Prefeitura do Município de Mandaguari e o Museu Memorial de Marialva que na ocasião encontravam-se fechados diante do contexto (Covid-19).
Além disso puderam conversar com alguns proprietários na extensão do empreendimento.

Conversa com Jaqueline Nahas, da Secretaria Municipal de Educação de Marialva.

Conversa com o senhor Mario Jacob

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Conversa com o senhor Roberto Ferreira (Torre 29).

Conversa com o senhor Adriano Mendes.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O objetivo dessa divulgação é de informar a população a necessidade de serem realizados estudos arqueológicos em obras que modificam o meio ambiente e demonstrar o potencial arqueológico da região.
As ações de esclarecimento e divulgação dos bens acautelados faz parte do projeto provado pelo IPHAN, em consonância com a Instrução Normativa no 1/2015 e Portaria IPHAN no 908/2016.

Nosso Patrimônio!

Segundo a Constituição de 1988, em seu artigo 216, parágrafo 5o, os bens materiais e imateriais sob a proteção do Poder Público (obras, monumentos, documentos, locais de valor artístico e histórico e paisagens naturais), constituem “Patrimônio Cultural Brasileiro”:

Art. 216 – Constitui patrimônio cultural brasileiro os bens de natureza material e imaterial, tombados individualmente ou em conjunto, portadores de referência a identidade, à ação, à memória dos diferentes grupos formadores da sociedade brasileira nos quais se incluem:

(…) Parágrafo V – os conjuntos urbanos e sítios de valor histórico, paisagístico, artístico,
arqueológico, paleontológico, ecológico e científico.

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN, é o órgão que fiscaliza e protege os sítios arqueológicos, conforme a Lei no 3.924/61. Contudo, é nosso dever como cidadão proteger e conservar o Patrimônio Cultural Brasileiro, para toda a humanidade e para as gerações futuras, localizados dentro de seu município ou região, considerados patrimônio mundial de toda população do planeta.

Durante os estudos arqueológicos foi identificado um sítio arqueológico: Sítio Arqueológico Ribeirão Sarandi, com material lítico (ou seja, instrumentos feitos de “pedra”) e, três Ocorrências Arqueológicas Isoladas também de material lítico.

Caso você encontre material arqueológico na sua região, favor contatar a Superintendência do Iphan em Paraná (Telefone: (11) (41) 3264-7971 / e-mail: [email protected]), para que profissionais possam estuda-los adequadamente.

Saiba Mais

UNIMED Porto Alegre

Setores: Indústria e Serviços

A Unimed Porto Alegre foi fundada em 23 de dezembro de 1971 por um grupo de 30 médicos. A cooperativa integra o Sistema Unimed, maior experiência cooperativista de trabalho médico do mundo, e lidera o mercado de assistência à saúde em sua área de atuação, é líder de mercado na capital gaúcha, Região Metropolitana, Centro-Sul e Litoral Norte do Rio Grande do Sul. Em sua área de atuação, a cooperativa destaca-se como detentora da maior estrutura em prestação de serviços de saúde, oferecendo soluções completas em assistência a uma população superior a 3 milhões de pessoas.​​

A Unimed Porto Alegre conta com mais de 6.800 médicos cooperados trabalhando em 53 especialidades e uma rede própria de serviços com: Centros de Diagnóstico por Imagem, laboratório, Centro de Oncologia e Infusão, Unidade de Atendimento Pediátrico, Viver Bem, Clínica de Vacinas, prontos-atendimentos, hospital em Guaíba, entre outros. Ao todo, são 355 pontos de atendimento entre serviços credenciados e próprios, que garantem a satisfação de mais de 710 mil clientes. ​​

Principais Cases

Saiba Mais
oportunidades ecossis

Engenheiro Civil [Cód.Vaga 004.20]

Engenheiro Civil – Especialista em estudos de impacto ambiental para o meio físico

Oportunidade para profissional formado como Engenheiro Civil com COMPROVAÇÃO de experiência por Certidão de Acervo Técnico (CAT) ou Atestado de Capacidade Técnica emitido em nome do Profissional como responsável pelos “estudos de impacto ambiental para o meio físico“.

O profissional contratado irá atuar na execução da análise e relatórios dos aspectos construtivos das obras civis e previsão dos impactos ambientais decorrentes destes; realizará o estabelecimento dos programas de gestão da obra e suas etapas; fará a análise de aspectos relacionados ao canteiro de obras e equipes envolvidas; averiguação da capacidade e qualidade da infraestrutura física do entorno e possíveis impactos relacionados; e proposição de medidas e programas que demandam implantação de obras de contenção, taludes e drenagem pluvial.

  • Projeto será realizado no Estado do Paraná.
  • Duração do projeto: 12 meses.


A Ecossis Soluções Ambientais é uma empresa que oferece serviços de assessoria e consultoria ambiental para os mais diversos setores da economia no Brasil e exterior. Fornecemos soluções economicamente viáveis, socialmente justas e com base na legislação, para que nossos clientes alcancem o desenvolvimento sustentável.

Contamos com uma equipe técnica e operacional interdisciplinar formada por profissionais como advogados; arqueólogos; biólogos; economistas; engenheiros agrônomos, ambientais, civis, químicos e cartográficos; consultores da área de humanas, geógrafos, geólogos, jornalistas, oceanógrafos e técnicos em meio ambiente.

Somos conhecidos por possuir um excelente clima organizacional, acesso à projetos em diversas regiões do Brasil e janelas de aprendizado bastante gratificante.

Venha fazer parte de nosso time!

Para mais oportunidades ou para acompanhar as novidades, siga-nos em nossas redes sociais, lá as postagens de novas vagas são feitas em primeira mão.

Maiores informações sobre a vaga enviar e-mail para [email protected], colocando no assunto o título da vaga: Engenheiro Civil [004.20], ou contatar via whatsapp no telefone: (51) 99970-5728.

Saiba Mais

Companhia Zaffari

Setores: Indústria e Comércio

Companhia Zaffari, também conhecida como Grupo Zaffari, é uma empresa brasileira do segmento de autosserviço que possui uma rede de supermercados e hipermercados no Rio Grande do Sul, além de shopping centers localizados nas cidades de Porto Alegre, Caxias do Sul, Novo Hamburgo, São Leopoldo e São Paulo.

É a vigésima maior empresa varejista do Brasil, isto segundo o ranking do Ibevar em 2015, e a sétima maior rede de supermercados do país, segundo o ranking de 2015 da revista Supermercado Moderno. Atualmente, o Grupo Zaffari possui 34 lojas no território nacional, ocupando o primeiro lugar no ranking de empresas de supermercados com capital cem porcento brasileiro.

Para a Ecossis é um grande marco o fechamento deste contrato, o Zaffari é uma empresa referência para todos os riograndenses.

Principais Cases

Saiba Mais
projetos ecossis

Relatório de atividades LDAT – Londrina Sul/Apucarana

Durante as atividades de campo da equipe de Ecossis Soluções Ambientais para a realização da Avaliação de Impacto ao Patrimônio Arqueológico da LDAT 138kV Londrina Sul – Apucarana, Arapongas e Igapó (autorizados pelas Portarias IPHAN no. 01508.0004572018-11, 01508.000453/2018-25 e 01508.000456/2018-69), arqueólogos estarão entregando folhetos ilustrativos contendo informações sobre o patrimônio cultural no Museu Histórico de Londrina, no Museu de Arte de Londrina e na Secretaria Municipal de Educação de Londrina, bem como, aos proprietários na extensão do empreendimento, localizado no município de Londrina-PR, entre os dias 05 de maio e 05 de junho de 2020.

O objetivo dessa divulgação é de informar a população a necessidade de serem realizados estudos arqueológicos em obras que modificam o meio ambiente e demonstrar o potencial arqueológico da região.

As ações de esclarecimento e divulgação dos bens acautelados fazem parte do projeto aprovado pelo IPHAN, em consonância com a Instrução Normativa no 1/2015 e Portaria IPHAN no 908/2016.

Nosso Patrimônio!

Segundo a Constituição de 1988, em seu artigo 216, parágrafo 5o, os bens materiais e imateriais sob a proteção do Poder Público (obras, monumentos, documentos, locais de valor artístico e histórico e paisagens naturais), constituem “Patrimônio Cultural Brasileiro”:

Art. 216 – Constitui patrimônio cultural brasileiro os bens de natureza material e imaterial, tombados individualmente ou em conjunto, portadores de referência a identidade, à ação, à memória dos diferentes grupos formadores da sociedade brasileira nos quais se incluem:

(…) Parágrafo V – os conjuntos urbanos e sítios de valor histórico, paisagístico, artístico, arqueológico, paleontológico, ecológico e científico.

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN, é o órgão que fiscaliza e protege os sítios arqueológicos, conforme a Lei no 3.924/61. Contudo, é nosso dever como cidadão proteger e conservar o Patrimônio Cultural Brasileiro, para toda a humanidade e para as gerações futuras, localizados dentro de seu município ou região, considerados patrimônio mundial de toda população do planeta.

O município de londrina possui oito sítios arqueológicos registrados até o momento, são eles:

  • Guaravera 1;
  • Guaravera 2;
  • Sítio Thaís;
  • Londrina I;
  • Londrina II;
  • Ribeirão Remansinho I;
  • Ribeirão Remansinho II e
  • Apucaraninha I.

São sítios de Tradição Tupiguarani e Itararé-Taquara, onde aparecem cerâmicas (vasilhas) muitas vezes quebradas. Mas o arqueólogo consegue identificar, reconstruir e saber para que servia, onde era utilizado, quem fazia esta cerâmica, dentre tantas coisas. Além disso, alguns sítios possuem material lítico, ou seja, instrumentos feitos a partir de pedras lascadas ou polidas pelos povos antigos.

Ressalta-se que nenhum deles está próximo da Linha de Transmissão avaliada, contudo, indica que novos achados são possíveis de serem identificados pela equipe de arqueologia. Caso isso ocorra a equipe da Ecossis estará realizando o resgate arqueológico após a autorização do IPHAN.

IMPORTANTE

Caso você encontre material arqueológico na sua região, favor contatar a Superintendência do Iphan em Paraná (Telefone: (11) (41) 3264-7971 / e-mail: [email protected]), para que profissionais possam estuda-los adequadamente.

Saiba Mais
projetos ecossis

Ecossis executa atividades do PCA da CODEBA

Ecossis iniciou em março de 2020 as atividades da segunda fase do PCA – Plano de Controle Ambiental elaborado para CODEBA. 

A segunda fase do PCA elaborado pela Ecossis para a CODEBA aborda a implantação e execução dos planos e programas ambientais, bem como a realização de atividades de acompanhamento e supervisão das atividades e ações de controle ambiental realizadas durante a operação do Porto de Ilhéus. 

Os planos e programas do PCA foram separados em 4 blocos de atuações, somando 17 programas que serão realizados durante os próximos 12 meses. 

O primeiro programa executado, o PROGRAMA DE GESTÃO AMBIENTAL, iniciou em março de 2020 e aborda o processo de gerenciamento das ações ambientais vinculados a planos e programas ambientais, com vistas ao cumprimento da Licença de Operação do Porto Organizado de Ilhéus, além de possibilitar o acompanhamento pelos órgãos ambientais e pela sociedade em geral.  

Em abril de 2020, foram realizadas atividades referentes aos programas de:  

– PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DE EFLUENTES: levantamento dos pontos de drenagem e localização de instalações de tratamento e destinação dos efluentes, como caixa de passagem, caixa simples, fossas e bocas de lobo; 

 – PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS: levantamento dos coletores de resíduos existentes no Porto de Ilhéus; 

 – PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DAS EMISSÕES ATMOSFÉRICASmonitoramento de fumaça preta e fechamento de orçamento com empresa especializada para monitoramento de material particulado;

 – LOGOMARCA GESTÃO AMBIENTAL: criação de material gráfico do Porto de Ilhéus, no que diz respeito a identidade da Gestão Ambiental. 

 – PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARA OS TRABALHADORESProdução de vídeo sobre gerenciamento de resíduos sólidos e realização de Diálogo Diário de Segurança e Meio Ambiente, neste evento foram tiradas dúvidas dos funcionários em relação ao correto armazenamento e quais resíduos são destinados a cada contentor, conforme a cor existente. 

As ações do Plano de Controle Ambiental para a Codeba, continuam. A Ecossis realizará na próxima semana o monitoramento de material particulado, onde serão monitorados 02 pontos localizados no Porto de Ilhéus. Serão utilizados amostradores de grande volume (HI–VOL), as atividades seguirão um cronograma com a instalação dos equipamentos, posteriormente ocorrerá o monitoramento por 24h e por fim a coleta das amostras e equipamentos. 

Ainda em maio de 2020, será efetuada a 1ª campanha de monitoramento de ruídos, pelo técnico de supervisão ambiental da Ecossis, e também estão sendo realizadas atividades do Programa de Monitoramento da Biota Aquática Marinha, tais como: 

  • Monitoramento da qualidade da água; 
  • Monitoramento do sedimento; 
  • Campanhas de monitoramento da biota aquática: plâncton, zoobentos e nécton (peixes). 

Todas essas ações fazem parte do Plano de Controle Ambiental e das condicionantes da licença ambiental do Porto, exigidas pelo Ibama.

 

Leia o case completo deste projeto “Plano de Controle Ambiental para CODEBA“.

Saiba Mais

CARRIS

Setores: Indústria e Serviços

Companhia Carris Porto-Alegrense é a mais antiga empresa de transporte coletivo do país em atividade, a Carris nasceu em junho de 1872. Na época, a Capital dos gaúchos era uma pacata província de apenas 44 mil habitantes, que recém havia completado 100 anos de fundação.

Atualmente, a Carris detém 24 linhas, com uma frota de 347 veículos, estes veículos da Carris conduzem aproximadamente 230 mil pessoas todos os dias dentro de Porto Alegre, percorrendo um total de 64 mil km em quase 4 mil viagens diárias. A empresa possui cerca de 2 mil funcionários, entre motoristas, cobradores, mecânicos e outros profissionais. Com 146 anos de história, a Carris comemorou pela 20ª vez consecutiva a conquista do prêmio Top of Mind Porto Alegre.

É muito importante e gratificante para a Ecossis realizar serviços para uma empresa tão emblemática para a cidade de Porto Alegre e para o Estado do RS.

Principais Cases

Saiba Mais

Ecossis renova contrato com a Ecosul do Grupo Ecorodovias

Ecosul – Empresa Concessionária de Rodovias do Sul, do Grupo Ecorodoviasiniciou em 2019 com a Ecossis, o serviço de vistorias em campo, em diversos trechos da BR 116 com a BR 392, afim de realizar o cadastro de passivos ambientais de acordo com o Manual para atividades ambientais rodoviárias do DNIT. 

Os passivos ambientais são classificados conforme sua tipologia, considerando sua origem e/ou natureza do problema, os quais se encontram conceitualmente distribuídos em 5 grupos: 

 Grupo I: Identificação de problemas ambientais decorrentes da implantação da rodovia (erosões, assoreamentos, ravinamentos, inundações, deslizamentos, etc.), que interfiram ou tenham potencial para interferir, não só no corpo estradal, mas também em áreas e/ou comunidades lindeiras à faixa de domínio da rodovia;  

Grupo II: Identificação de antigas áreas de uso para apoio as obras que interfiram ou tenham potencial de interferência na rodovia e/ou em comunidades lindeiras;  

Grupo III: Identificação de problemas decorrentes de ações de terceiros. Compreenderá o registro de passivos decorrentes de ações de terceiros (p.ex. lavouras, indústrias atividades agrícolas, terraplanagens, lixo etc.) que interfiram ou com potencial de interferência no corpo estradal e/ou faixa de domínio da rodovia;  

Grupo IV: Identificação de interferência com núcleos urbanos. Compreenderá a caracterização das travessias urbanas e seus equipamentos;  

Grupo V: Identificação de acessos irregulares e ocupações da Faixa de Domínio. Compreenderá a caracterização dos acessos e o uso indevido da faixa de domínio por terceiros. 

O serviço de levantamento dos passivos ambientais compreende um total de 456 km e 331 metros nos seguintetrechos do estado do Rio Grande do Sul; BR 116 do km 400 (Camaquã-RS) ao km 523+562 (BR-392, Pelotas-RS); BR 116 do km 523+562 (BR-392, Pelotas-RS) ao km 659+322 (Jaguarão-RS); BR392, segmento rodoviário do km 0+000 (cidade de Rio Grande-RS) ao km 68+254 (BR-116, Pelotas-RS), inclusive trecho duplicado; BR-116 do km 71+285 (BR-116, Pelotas-RS) ao km 200+040 (Santana da Boa Vista-RS). 

O Levantamento compreendeu duas campanhas semestrais no ano de 2019 e foi renovado com a Ecossis para também ser executado no ano de 2020, onde será realizado, uma campanha ainda no primeiro semestre do ano e a próxima campanha será realizada no segundo semestre de 2020.

Leia o case completo “Levantamento de Passivos Ambientais para Ecosul“.

Saiba Mais
Open chat