Project Categories: Laudo Hidrológico

cetesb

Avaliação da Qualidade da Água para CETESB

cetesb

Ano de inicio: 2019

Status: Concluído

Tipo de empreendimento: Áreas de Proteção e Recuperação dos Mananciais da Bacia Hidrográfica do Alto Tietê

Localização: São Paulo

Estado: SP

A Companhia Ambiental do Estado de São Paulo – CETESB é a agência de Governo responsável pelo controle, fiscalização, monitoramento e licenciamento de atividades geradoras de poluição. Compete à CETESB monitorar a qualidade da água, conforme legislação específica, das Áreas de Proteção e Recuperação dos Mananciais da Bacia Hidrográfica do Alto Tietê.

De 2006 a 2015, foram publicadas leis específicas que criaram as Áreas de Proteção e Recuperação dos Mananciais – APRM, e estabelecidas metas de qualidade da água.

O monitoramento realizado pela Ecossis, envolveu o levantamento e a interpretação de dados relativos à quantidade e qualidade da água em cada APRM, cujos sistemas produtores de água são responsáveis pela maior parte do abastecimento da população de São Paulo, a saber:

  • APRM – Guarapiranga
  • APRM – Billings
  • APRM – Alto Juquery
  • APRM – Alto Tietê Cabeceiras

Os serviços realizados em cada área envolveram medições de vazão e de parâmetros em campo, coleta e preservação de amostras de água bruta, entrega das amostras na CETESB para a realização das análises laboratoriais, inserção dos laudos e resultados das medições de vazão e de parâmetros de campo no Sistema de Informação INFOÁGUAS/CETESB, e a apresentação da consciência e análise crítica dos dados do monitoramento.

O objetivo principal do monitoramento foi obter, através da determinação de variáveis físicas, químicas e biológicas, informações que possibilitem o conhecimento da situação atual sobre a qualidade e quantidade das águas nas áreas de proteção e recuperação dos mananciais da bacia hidrográfica do Alto Tietê, de modo a constituir um marco referencial para verificação do atendimento à meta de qualidade da água, bem como seu aprimoramento.

Saiba Mais
Multilog

Estudo Hidrogeológico para empresa Multilog

Multilog

Ano de inicio: 2022

Status: ATIVO

Tipo de empreendimento: Serviços

Localização: Curitiba  Estado: PR

Serviços Executados

Laudo Hidrológico

Laudos Geológicos

Equipe da Ecossis realizou Estudo Hidrogeológico e apresentou proposta de novos poços de monitoramento no local para obter Licença de Operação da empresa Multilog.

A empresa Multilog Brasil S.A, de Curitiba (PR), selecionou a Ecossis Soluções Ambientais para desenvolver um Estudo Hidrogeológico, visando atender uma condicionante de Licença de Operação, emitida pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente da capital paranaense. As atividades ocorreram entre fevereiro e março de 2022.

Além da caracterização hidrogeológica local, o estudo desenvolvido pela equipe técnica da Ecossis apresentou uma proposta de locação de dois novos poços de monitoramento, tendo em vista que os atuais se encontravam secos nas últimas campanhas realizadas.

Na área onde se encontra a Multilog já existiam quatro poços de monitoramento instalados, os quais se concentravam no entorno do antigo local de armazenamento de produtos perigosos.

Sobre a geologia do local, o município de Curitiba é formado por rochas do Complexo Migmatítico Costeiro do Embasamento Cristalino, sedimentos inconsolidados da Formação Guabirotuba e sedimentos aluvionares em geral. A área de estudo, localizada no sul da unidade, é constituída de rochas sedimentares clásticas como arenito, arcóseo, argilito, conglomerado, siltito e arenito arcoseano.

O local apresenta um relevo relativamente uniforme, esculpido em rochas cristalinas, tais como migmatitos, xistos metamórficos e gnaisses, cortados por diques de pegmatitos e diques de diabásio, com altitudes médias entre 850-950 metros, formando uma paisagem suavemente ondulada com planícies e várzeas, ao longo dos principais cursos de água.

A bacia hidrográfica em que o empreendimento está inserido é a do Rio Iguaçu, a qual, no estado do Paraná, cobre uma superfície de 55.024 km². O município de Curitiba está inserido dentro da sub-bacia do Alto

Iguaçu, que por sua vez possui uma área de aproximadamente 3.000 km², e é composta pelas bacias hidrográficas dos rios formadores do Iguaçu na Região Metropolitana de Curitiba, sendo os principais: Iguaçu, Barigui, Palmital, Atuba, Passaúna, Iraí, Belém, Itaqui, Piraquara e Pequeno.

Sondagens de solo

Entre 14 e 16 de fevereiro de 2022, foram realizadas quatro sondagens de solo em locais pré-determinados no terreno, com o objetivo de dar subsídios ao estudo hidrogeológico local. A equipe da Ecossis salientou que as sondagens, nomeadas de ST5 a ST8, foram executadas por meio de trado mecanizado, com profundidades variando entre 2,50 metros e 6,10 metros de profundidade, com base na ABNT NBR 9603.

O processo de perfuração foi desenvolvido sem a utilização de qualquer fluído de perfuração, sendo o material sondado caracterizado tátil-visualmente e descrito na forma de perfis litológicos. Com base nessas descrições, observou-se que o solo no local varia entre argiloso a arenoso.

Monitoramento dos Poços

O nível d’água detectado nas sondagens efetuadas em fevereiro de 2022, variou entre 0,92 m (ST8) e 5,2 m (ST5). No dia 16 de fevereiro de 2022 foi realizado um novo monitoramento ambiental dos poços existentes. Esse acompanhamento das condições hidrogeológicas também foi feito a partir de medições de níveis d’água. A equipe técnica da Ecossis identificou a inexistência de fase livre e demais indícios visuais de contaminação nos poços existentes na área.

Proposta de localização

Conforme citado anteriormente, na área da empresa Multilog Brasil S.A existem quatro poços que foram monitorados durante os serviços de execução das sondagens. A equipe da Ecossis sugeriu aos gestores da Multilog que os dois novos poços sejam instalados a jusante do novo galpão de armazenamento de produtos químicos, sendo um na lateral do galpão e outro entre o galpão e curso hídrico ali presente. Para os profissionais da Ecossis, a vantagem de instalar os novos poços nos locais onde, recentemente, foram efetuadas sondagens investigativas é o fato de já serem conhecidas as camadas de solo nessa região. Além disso, se sabe que nesses locais, em um primeiro momento, há coluna d’água o suficiente a realização de coleta de amostras para análises químicas.

Saiba Mais
Exibir perfil do(a) Ecossis Soluções Ambientais no Ariba Discovery