Project Categories: Projeto e Execução de Resgate Arqueológico

Programa de Arqueologia em Linha de Transmissão para Copel

ECOSSIS-C41-BASE-COMFUNDO_0000s_0008_LOGO-9-COPEL-e1520947574494-2

Ano de inicio: 2011

Status: Concluído

Tipo de empreendimento: Linha de Transmissão – LT Araraquara-Taubaté/SP

Localização: Araraquara, Boa Esperança do Sul, Ibaté, Ribeirão Bonito, São Carlos, Itirapina, Analândia, Corumbataí, Rio Claro, Araras, Cordeirópolis, Limeira, Cosmópolis, Paulínia, Artur Nogueira, Holambra, Jaguariúna, Campinas, Pedreira, Amparo, Morungaba, Bragança Paulista, Atibaia, Piracaia, Igaratá, São José dos Campos, Caçapava e Taubaté

Estado: SP

Ecossis executou para a COPEL o Programa de Arqueologia da LT Araraquara-Taubaté, localizada no estado de São Paulo.

A execução do Programa envolveu 28 municípios do estado de São Paulo, contemplando as atividades de Preservação, Prospecção, Resgate, Salvamento e Monitoramento do Patrimônio Arqueológico e Educação Patrimonial do empreendimento LT500 kV Araraquara II – Taubaté.

Municípios abrangidos: Araraquara, Boa Esperança do Sul, Ibaté, Ribeirão Bonito, São Carlos, Itirapina, Analândia, Corumbataí, Rio Claro, Araras, Cordeirópolis, Limeira, Cosmópolis, Paulínia, Artur Nogueira, Holambra, Jaguariúna, Campinas, Pedreira, Amparo, Morungaba, Bragança Paulista, Atibaia, Piracaia, Igaratá, São José dos Campos, Caçapava e Taubaté.

Com investimentos da ordem de R$ 230 milhões, este empreendimento vai possibilitar o escoamento pleno da energia proveniente das usinas do rio Madeira (Jirau e Santo Antônio), no Estado de Rondônia, até os principais centros de carga de São Paulo e Rio de Janeiro. As usinas do rio Madeira estão entre os principais reforços com que conta o Sistema Elétrico Interligado nos próximos anos, e o transporte dessa energia até os centros de consumo é uma etapa crucial do processo. Desse total, R$ 25 milhões são destinados às obras de ampliação da subestação Taubaté, além do trecho da linha de transmissão que circunda a cidade.

Saiba Mais
Itajui

Resgate Arqueológico e Educação Patrimonial para Itajuí

Itajui

Ano de inicio: 2018

Status: Finalizado

Tipo de empreendimento: Comércio e Serviços

Localização: Paranacity

Estado: PR

Programa de Resgate Arqueológico e Educação Patrimonial na área de Implantação da PCH Córrego Fundo no Paraná é realizado para a empresa Itajuí.

A Ecossis Soluções Ambientais foi contratada pela Itajuí Engenharia de Obras Ltda para realizar a Elaboração do Projeto de Pesquisa para o Resgate Arqueológico e Educação Patrimonial, a fim de obter autorização de pesquisa junto ao IPHAN, mediante publicação de portaria em D.O.U.

O projeto foi desenvolvido nos municípios de influência da PCH, sendo eles: Município de Paranapoema, Colorado e Paranacity, localizados no Estado do Paraná. 

Etapas do projeto

O escopo do projeto executado era composto por serviços de elaboração do projeto, planejamento e execução das atividades de campo (ações para realizar o resgate do material arqueológico em campo) e atividades de laboratório (tratamento e avaliação do material coletado em campo).

Após a conclusão dessas etapas do projeto, foi elaborado o Relatório Técnico-Científico (contendo apresentação e descrição dos resultados da análise e interpretação dos bens arqueológicos resgatados). 

O escopo previa ainda que fosse realizado o Programa de Educação Patrimonial, este foi realizado com alunos de escolas, comunidade em geral e com os responsáveis pelas obras nos níveis operacionais e de gerência. O objetivo foi de sensibilizar a todos sobre a importância do patrimônio cultural material e imaterial, fonecer informações sobre o processo de ocupação da região, da pré-história aos dias atuais, além de desenvolver os conceitos de relações sociais e relações de produção. 

Este projeto teve como referência os seguintes documentos:  IPHAN nº 07/1988;  Portaria IPHAN nº 230/2002; Portaria nº 196/2016 – “Dispõe sobre a conservação de bens arqueológicos móveis, cria o Cadastro Nacional de Instituições de Guarda e Pesquisa, o Termo de Recebimento de Coleções Arqueológicas e a Ficha de Cadastro de Bem Arqueológico Móvel”;  Of. Nº 646/15 – D.T. / Arqueologia – IPHAN PR.

Além de atender as diretrizes das portarias IPHAN, este projeto teve como objetivo conceber a licença de instalação e operação junto aos órgãos ambientais competentes.

Clique para ver mais projetos executado pela Ecossis.

Saiba Mais
Serviços de Arqueologia para UHE de Furnas

Resgate arqueológico na UHE Marimbondo

Serviços de Arqueologia para UHE de Furnas

Ano de inicio: 2017

Status: Ativo

Tipo de empreendimento: Usina Hidrelétrica – UHE Marimbondo

Localização: Fronteira, Frutal e Planura, Guaíra, Guaraci, Colômbia e Barretos.

Estado: MG e SP

O Projeto de Resgate Arqueológico insere-se no processo de regularização de usinas hidrelétricas, aplicado aos empreendimentos implantados em época anterior às leis de preservação ambiental.

No caso específico, objetivou o resgate de 03 (três) sítios arqueológicos identificados na faixa de depleção do reservatório da UHE Marimbondo, a saber:

  • Sítio Arqueológico Chatão;
  • Sítio Arqueológico Laranjal;
  • Sítio Arqueológico Sant’Ana.

O serviço de resgate arqueológico abrange procedimentos necessários à elaboração de projeto de resgate arqueológico, execução dos trabalhos de campo, de laboratório, de gabinete e elaboração do Relatório Final, conforme reza a legislação pertinente à proteção do Patrimônio Arqueológico Nacional.

Os objetivos específicos foram:

  • Executar o resgate arqueológico dos sítios arqueológicos Chatão, Laranjal e Sant’Ana, localizados na faixa de depleção do reservatório Marimbondo;
  • Salvaguardar amostra adequada dos vestígios encontrados nos sítios;
  • Atualizar as Fichas de Cadastro Nacional de Sítios Arqueológicos (CNSA-IPHAN);
  • Ampliar o conhecimento sobre o patrimônio arqueológico regional;
  • Contribuir com a construção de quadros de ocupação mais completos avaliando os modelos existentes.
Saiba Mais
Exibir perfil do(a) Ecossis Soluções Ambientais no Ariba Discovery