Saiba Mais

Relatório de Sustentabilidade

0

O relatório de sustentabilidade é a principal ferramenta que uma empresa pode utilizar para relatar o seu desempenho nas esferas ambiental, social e econômica a todos os principais interessados em suas atividades, como acionistas, clientes, parceiros e colaboradores.

Quando se aplica o Relatório de Sustentabilidade?

O relatório de sustentabilidade se aplica a qualquer empresa ou organização, com ou sem fins lucrativos. Ele é adaptável a diversos setores da economia.

E como funciona a elaboração?

A elaboração do relatório de sustentabilidade inicia-se com o levantamento das partes envolvidas, conhecidas como stakeholders, a partir deste levantamento, a instituição avalia os principais interesses dos mesmos em relação a organização, avaliando também o que deseja informar, elaborando assim a matriz de materialidade.

Após finalizada a matriz de materialidade, é o momento de avaliar quais indicadores serão apresentados e monitorados pela instituição. Logo, com as informações, o conteúdo do relatório é redigido, diagramado e publicado.

Sendo assim, uma etapa importante no ciclo de publicação do Relatório de Sustentabilidade é a sua forma de divulgação, que pode ser por meio de eventos, online e até mesmo com versões pocket resumidas, acompanhando seus produtos.

Existe alguma exigência legal para a publicação do relatório?

A publicação do relatório de sustentabilidade é de caráter voluntário e demonstra comprometimento da empresa com as questões relacionadas a sustentabilidade e o desejo de evoluir.

Ou seja, empresas com ações na bolsa de valores brasileira (BM&F BOVESPA) são avaliadas por meio do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE), que, dentre os critérios de avaliação, está a publicação do relatório de sustentabilidade no padrão GRI e o atendimento a determinados indicadores da GRI.

Quais as etapas se deve seguir?

Para a publicação do Relatório de Sustentabilidade são necessárias as seguintes etapas:

  1. Levantamento dos stakeholders;
  2. Elaboração da matriz de materialidade;
  3. Escolha sobre a forma de publicação do relatório, se “abrangente” – com reporte de todos os indicadores ou se “essencial” – com reporte de indicadores específicos;
  4. Escolha dos indicadores que serão reportados em caso de relatório “essencial”;
  5. Compilação das informações;
  6. Elaboração e diagramação do Relatório de Sustentabilidade; e
  7. Campanha de divulgação.

Princípios que devem ser seguidos para assegurar a qualidade do relatório

  • Equilíbrio entre aspectos positivos e negativos
  • Comparabilidade
  • Exatidão
  • Regularidade na publicação
  • Clareza
  • Confiabilidade

Quais as vantagens e benefícios de publicar um Relatório de Sustentabilidade?

A adoção de um padrão internacional para reportar informações relacionadas a sustentabilidade da organização garante credibilidade e transparência a todos os stakeholders, além de envolver e engajar colaboradores na busca pela inserção da sustentabilidade na instituição.

Além de gerar valor intangível para a imagem e marcas da organização, estas ações geram valores tangíveis como diminuição no índice de rotatividade, aumento da satisfação de clientes e colaboradores, redução de custos com energia, água e destinação de resíduos, facilidades em concessões de crédito por instituições financeiras e diferencial competitivo em vendas.

A Ecossis Soluções Ambientais possui equipe técnica multidisciplinar e com experiência na elaboração, implementação e divulgação de Relatórios de Sustentabilidade de acordo com o padrão GRI.

Entre em contato com a nossa equipe e conta conosco na busca pela sustentabilidade!

Nossos Cases